Homepage
topo_5.jpg





Apresentação

Aqui estão listadas algumas tecnologias utilizadas e desenvolvidas pelo Grupo Oficina de Restauro ao longo dos últimos 22 anos de atividade.


 
Tecnologia Gases Inertes

Por convênio firmado com o Instituto Cultural Flávio Gutierrez (IFMG) para utilização do laboratório de conservação e restauração do Museu de Artes e Ofícios (MAO) o Grupo Oficina de Restauro - obedecendo aos padrões de excelência inerentes ao processo - desenvolveu e ali estabeleceu o método de desinfestação de obras confeccionadas em madeira ou em materiais celulósicos com o uso de gases inertes.

Tecnologia Gases InertesO primeiro trabalho empregar a técnica de atmosfera anóxia ocorrido no laboratório do MAO foi realizado na imagem setecentista de Santa Efigênia pertencente à igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, de Mariana, e que foi fruto de uma parceria do ICFG com o Museu Arquidiocesano.

Totalmente equipado para o tratamento de descupinização e imunização preventiva de madeiras e documentos, o laboratório, além de contar com o plástico de barreira para feitura das bolsas de gases inertes (argônio e nitrogênio), possui câmeras de vidro para fumigações, banheiras para imunizações, dentre outros equipamentos adaptados para receber obras de arte, arquivos e bibliotecas em geral, assim como objetos de madeira em tamanhos variados.

Leia mais...
 
Massa de Nivelamento

Inscrito no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPPI) para registro de patente - processo Nº PI 064829-3, e depositado em 22 de novembro de 2006 - o produto resultante de uma massa feita à base de álcool polivinílico, para emassamento e nivelamento de lacunas de superfície em obras de arte, foi desenvolvido pelo Grupo Oficina de Restauro no ano de 1991, e vem sendo amplamente utilizado por diversos profissionais da área com resultados altamente satisfatórios.

Leia mais...
 
Pintura à base de Cal

Com o propósito de solucionar a delicada questão referente ao tratamento dispensado às paredes de monumentos neoclássicos, que, originalmente, apresentam argamassa de cal e pintura com tinta à base de cal, em que a aplicação do látex compromete a aderência e a aparência; ou em função da excessiva lisura dessa técnica; ou apenas no intuito de tratar integralmente essas fachadas com a textura pictórica que lhes é peculiar, o Grupo Oficina de Restauro tem utilizado a cal nas intervenções em pinturas parietais nos edifícios históricos submetidos à restauração.

Vários trabalhos foram desenvolvidos utilizando-se essa técnica e podemos destacar, entre os mais significativos, os prédios do Palácio da Liberdade e da Secretaria de Educação, hoje Museu das Minas e do Metal, em Belo Horizonte, além dos serviços de pintura executados na fonte Mayrinck do Balneário Parque das Águas, em Caxambu, MG. 

Leia mais...
 



mail@grupooficinaderestauro.com.br Grupo Oficina de Restauro
Conservar sem ser Conservador
Topo
Homepage